terça-feira, outubro 02, 2007

PATRIARCA ORTODOXO RUSSO DEFINE COMO "INACEITÁVEL" EXCLUIR RELIGIÃO DA ESFERA PÚBLICA

O Patriarca de Moscou e de todas as Rússias, Aleksej II, afirmou nesta terça-feira, que "relegar a religião à esfera privada é inaceitável".

"É tempo de reconhecer que a motivação religiosa tem o direito de existir em todos os lugares, inclusive na esfera pública" - disse o patriarca, na assembleia parlamentar do Conselho da Europa, em Estrasburgo, França. Aleksej II recordou que "foi dentro de um sistema cristão que se forjou a visão da elevada dignidade da pessoa humana".

"Mesmo assim, hoje, nos encontramos diante de uma ruptura entre os direitos e a moralidade, e essa ruptura representa uma ameaça para a civilização européia. Se ignoramos as regras morais ignoramos também a liberdade. A moralidade é liberdade em acção."

Para o patriarca, o mundo hoje é ameaçado pelo terrorismo que utiliza a religião. Por isso, as novas gerações têm que ter acesso a estudos aprofundados sobre sua tradição religiosa na escola, assim como devem conhecer as outras confissões, como base para uma convivência pacífica.
Fonte: aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário