quinta-feira, outubro 18, 2007

EU NÃO CREIO, EU NÃO GOSTO, EU NÃO QUERO, EU NÃO DEIXO

Eis aquele que parece ser o (quádruplo) lema de uma certa corrente antiteísta, anti-religiosa.
Veja aqui

4 comentários:

  1. Vale a pena ler o texto de Anselmo Borges no DN deste sábado.
    Formidável.
    http://dn.sapo.pt/2007/10/20/opiniao/deus_questao_aberta.html

    ResponderEliminar
  2. a frequência com que estes padres inquietos costumam atribuir erros e culpas a outros é capaz de fazer um eremita quebrar um voto de silêncio de 18 anos e a fazê-lo saltar da cova aos palavrões e vitupérios.
    Não deixo????!!!! desde quando é o impediram de exercer o seu pleno direto à fé e à realização da mesma? Diga-me uma vez, dê-me um exemplo e eu me calarei para sempre.desafio-o a ter a mesma coragem.
    para seu conhecimento uma vez que me parece não o possuir, fica a saber que quem não deixou, quem marginalizou, perseguiu, quem matou, quem torturou foi precisamente a Igreja Católica Apostólica e Romana. e isto desde a falsificação da doação de constantino.( e por aí se viu logo de que cepa era a uva...) praticamente desde o início a igreja perseguiu e matou. fisicamente pois doutro tanto podíamos acrescentar se passarmos para o sentido figurado da questão mas essa é outra longa e penosa história da putativa igreja de cristo. foi a sua história até ao séc XX ponto final, parágrafo.
    a existir uma corrente antiteísta e anti-religiosa acredite que é minoritária e não tem qualquer expressão.


    empolar o mal é uma velha táctica em que a igreja é doutorada summa cum laude e não vejo porque é que agora havia de ser diferente. foram os herejes, foram as bruxas, foram os judeus, foram os liberalistas, foram os comunistas e agora somos todos pois de outra forma a igreja desaparece pois como eles mesmos sabem não é de criação divina. pelo menos esta, não é. mas não é isso que dizem também os comunistas?

    portanto, senhores padres inquietos, inquietem-se antes em espalhar pelo vosso exemplo, pelo vosso trabalho toda a bela mensagem que está escrita nos quatro evangelhos e deixem-se de lá de antigos testamentos.

    ResponderEliminar
  3. Já todos deram o devido desconto ao Barzabu?... Ainda bem... porque já lhe dou o devido desconto... só confirmar o título do post: "EU NÃO CREIO, EU NÃO GOSTO, EU NÃO QUERO, EU NÃO DEIXO" do Dr. João António.
    Blogger

    ResponderEliminar
  4. é com alguma pena que não vejo nenhum dos argumentos rebatidos. embora o post seja do blog do Dr. João António o post é vosso e "aquele que parece ser o (quádruplo) lema de uma certa corrente antiteísta, anti-religiosa." é uma afirmação também vossa.
    desviar para canto não vale. o árbitro viu e assinalou a falta.

    tentar descredibilizar o mensageiro para ocultar a mensagem é também táctica velha e relha...

    é a vida...

    ResponderEliminar