quarta-feira, outubro 24, 2007

A Igreja portuguesa analisada à lupa

De cinco em cinco anos os bispos são convidados a ir a Roma na chamada VISITA AD LIMINA. Poderíamos falar da história, do porque e da necessidade desta visita, mas para isso basta entrar no site Ecclesia e fácilmente ficamos a saber a história, o programa e as estatísticas.


Falta-nos saber qual análise que vai ser apresentada.
Quem e como analisou.
Talvez não fosse mal que as bases tivessem um papel mais activo e visivel na preparação destas visitas. Como diz o Vaticano II e muitos outros documentos a Igreja é o todo o Povo de Deus. Haja coragem para envolver mais as pessoas...

3 comentários:

  1. As bases? Da pirâmide... provavelmente! pensei que esse modelo eclesiológico já não se usava. Começando por aí é escusado pensar de outra forma dêmos um rebuçado ao povo e digamos-le que é Povo de Deus...

    ResponderEliminar
  2. O meu padre pertence às bases. É assim que eu. É um praça com muita pinta!

    Eu lá quero que o meu padre use aquela cruz enorme dourada a bater-lhe no umbigo?! Eu lá quero o meu padre com ar de Gipsy King!

    Teodora

    ResponderEliminar
  3. Já agora se souberem onde é que eu posso arranjar uma cruz daquelas (como a do D. José Policarpo - cumprimentos ao D. José Policarpo que eu gosto muito dele - estou a falar mesmo a sério! Adoro "os socos e os desvios defencivos" no combate com o governo! D. José se precisar de mim conte comigo! Com uma diferença eu vou de arma em punho e não perco tempo! - por favor digam-se.

    Adorei a cruz mas seria para mim. Acho que ficava bem com uma blusa preta e umas calças pretas de bom corte e um cinto e umas botas Prada. Tudo Prada como boa católica, pois tá claro!

    Força D.José eu estarei sempre com o senhor! Já sabe se precisar desta humilde rapariga do norte lá estará!

    Cumprimentos

    Teodora

    ResponderEliminar