quinta-feira, novembro 01, 2007

OU SOMOS SANTOS OU NÃO SOMOS CRISTÃOS

Os cristãos, hoje, como sempre, ou são «santos» ou não são «cristãos»!
Não basta que sejamos «boas pessoas» ou «pessoas boas».
É preciso que brilhe no nosso modo de olhar a vida “uma luz” diferente;
é preciso, que a prática do amor, tenha uma marca de pureza e grandeza,
que conduzam à fonte divina donde brota.
É preciso que a nossa vida, apareça “transformada dia a dia” não apenas pelo nosso esforço,
mas sobretudo pela graça de Deus, que torna possível «um camelo passar pelo fundo da agulha».
Só assim seremos «santos, como os santos», «santos entre os santos».
Só assim, seremos «santos» para os outros, marcos e pontos de referência da própria fé.
Foi, pelo testemunho da santidade e não por qualquer estratégia poderosa,
que os primeiros cristãos se multiplicaram, em terras pagãs.
Por isso, o único necessário e o desafio posto hoje aos cristãos é tão simples como isto:
«Sede santos, como o Pai celeste é Santo!».

Sem comentários:

Enviar um comentário