segunda-feira, setembro 17, 2007

Dos «abusos litúrgicos» a São Pio V: o fim de um ciclo

Pesem embora razões válidas para a defesa da dignidade das celebrações litúrgicas, afrontando os exageros que têm sido cometidos, continuo a afirmar que o regresso à Missa de São Pio V não pode ser a resposta a dar pela Igreja. A dignificação da Liturgia tem de fazer-se na linha do Vaticano II, até porque existe uma unidade intrinseca entre a Constituição Sacrossantum Concilium e a Lumen Gentium. Há aqui, reafirmo-o, uma questão de Eclesiologia.

E já agora, de pastoral: numa diocese como a nossa - Coimbra -, onde faltam os padres e recorremos cada vez mais aos leigos para celebrações da Palavra, fará sentido recear o protagonismo que estes têm assumido nas celebrações litúrgicas? Pelo amor de Deus, parece que falamos duas linguagens ao mesmo tempo.
Preocupa-me, de sobremaneira, é o facto de estas opções assentarem na autoridade sinodal. Mas, já agora: quantos Bispos se revêm nesta orientação? Serão em maioria, capaz de justificar estas opções? Duvido. Ou, pelo menos, quero duvidar!
Fonte: Pe. Carlos Godinho
Havia tantos interessados que, a Faternidade Pio X, teve o desplante de enviar a todos os sacerdotes uma circular promocional de um dvd para aprender a celebrar a missa em Latim. Já agora o que fizeram a essa circular?

1 comentário:

  1. Olá.
    Vejo que este continua a ser um bom espaço de partilha. O que escrevi, fi-lo com inteira convicção e não contra ninguém. A verdade é que também eu recebi o folheto promocional da fraternidade de São Pio X.
    Já agora, o endereço do meu blogue é: http://nofiodotempo.blogspot.com e não "nofimdotempo", como, por lapso, foi publicado.
    Abraço a todos (as)
    Pe. Carlos odinho

    ResponderEliminar