sexta-feira, janeiro 11, 2008

Revela-te quem és

Terminou a "sondagem" para tentar, dentro do possível, conhecer melhor que passa por aqui.
Obrigado a todos aqueles que quiseram revelar a sua identidade (138). Apesar de ser uma "sondagem" virtual e sem qualquer rigor cientifico, pelo menos fiquei a saber, dentro do que é possível saber, que há muitos leigos empenhados e comprometidos com a Igreja (catequistas, jovens ou pessoas que pertencem a movimentos) que visitam este blog (50% - 70). É gratificante saber que na Igreja há muitos homens e muitas mulheres que partilham as minhas inquietações. Não será apenas curiosidade...!!!
Também é relevante o número de sacerdotes, diáconos (16% - 23), religiosos e missionários (11% - 7). Já era de esperar que o número não fosse muito elevado. Não são muitos os sacerdotes que aderiram às novas tecnologias, no entanto, acho relevante 27% dos visitantes deste blog sejam pessoas de alguma forma comprometidas com a estrutura e com mais capacidade de intervenção no interior da Igreja. Espero os vossos comentários.
Não menos importante são aqueles que se assumem cristãos não praticantes (15 % - 21). Certamente fazem-no, não só por curiosidade, mas também porque desejam encontrar novas perspectivas ou até outras respostas às suas inquietações. São naturalmente bem-vindos.
Por fim, como todos tem notado, este é também um blog visitado por ateus ou agnósticos (9% -13). Não quero dizer que todos são iguais. Porém, é de lamentar o rancor que alguns transpiram contra as religiões, em especial contra os católicos, como se todos os males do mundo derivassem única e exclusivamente dos católicos... Talvez não tenhamos feito tudo o que estava ao nosso alcance, talvez tenhamos cometido erros, não somos prefeitos, mas daí até ser a raiz de todos os males...!!!
Como é lógico e tirando as devidas ilações desta "sondagem", vou continuar a dirigir este blog tendo em vista um reflexão para o interior e com aqueles que estão dentro da Igreja ou pelo menos se inquietam com ela...
Não nos esqueçamos que, por enquanto, a Constituição Portuguesa, defende a Liberdade Religiosa. Portanto, sou um cidadão portugês livre! Não sou obrigado a ser ateu ou agnóstico. Tenho direito a defender as minhas ideias e exigo ser respeitado... E ser respeitado é respeitar também a minha fé e as minhas crenças... Há certamente espaço para esta minoria expor a suas ideias, talvez num outro blog...

Sem comentários:

Enviar um comentário