quinta-feira, dezembro 13, 2007

Vaticano reafirma «exclusividade» da Igreja Católica

A Congregação para a Doutrina da Fé (CDF) publicou na Sexta-feira um “Nota Doutrinal sobre alguns aspectos da evangelização” onde reafirma a necessidade da pertença à Igreja Católica para a salvação e critica os relativismos ou indiferentismos que colocam no mesmo plano todas as religiões.

“O Reino de Deus não é, como alguns hoje sustentam, uma realidade genérica que domina todas as experiências ou as tradições religiosas, mas é acima de tudo uma pessoa, que tem o rosto e o nome de Jesus de Nazaré”.
"Solicitar honestamente a inteligência e a liberdade de uma pessoa no encontro com Cristo e o seu Evangelho não é uma indevida intromissão em relação a ela, mas uma legítima oferta e um serviço que pode tornar mais fecundas as relações entre os homens".
Contra a “canonização do relativismo”, expressão tirada de um discurso de Bento XVI, a Congregação vaticana apresenta um conceito de liberdade que é “tensão para o bem” e não indiferença.
Fonte: Ecclesia

Sem comentários:

Enviar um comentário