quinta-feira, maio 17, 2007

50 declarações de nulidade de casamentos católicos por ano

Entre Janeiro de 2000 e Dezembro de 2005 foram declarados nulos em Portugal cerca de 300 casamentos católicos, o que dá uma média de 50 por ano. Mais de 95 por cento dos pedidos de nulidade partiu de mulheres e só numa dezena de casos o marido foi o acusador.
O tempo médio de duração de um processo de nulidade de matrimónio, desde a entrada num Tribunal Eclesiástico de Primeira Instância até à sentença final, é de dois anos e meio.

A Igreja Católica admite a nulidade do casamento em três circunstâncias:
  • quando não se verifica a sua consumação, ou seja, quando não houve relações sexuais (um por cento dos casos);
  • quando um dos cônjuges revela defeitos físicos ou perturbações psíquicas que impeçam o casal do cabal cumprimento dos compromissos matrimoniais;
  • ou quando se descobre vícios graves ocultados durante o período de namoro, como droga, álcool ou jogo.

A razão pela qual um católico opta pela nulidade do casamento é porque, ao contrário do que sucede no divórcio, não ‘vive em pecado’. Contudo, a nulidade não tem os mesmos pressupostos da anulação (divórcio), uma vez que tem de existir um vício de forma anterior ao matrimónio, quadro que exclui o adultério.

Refira-se que a nulidade de casamento obtida nos tribunais da Igreja tem validade civil, ou seja, no bilhete de identidade o estado civil é alterado de casado(a) para solteiro(a).

Fonte: Correio da Manhã

29 comentários:

  1. A Igreja Católica admite a nulidade do casamento em três circunstâncias:

    quando não se verifica a sua consumação, ou seja, quando não houve relações sexuais (um por cento dos casos);
    quando um dos cônjuges revela defeitos físicos ou perturbações psíquicas que impeçam o casal do cabal cumprimento dos compromissos matrimoniais;
    ou quando se descobre vícios graves ocultados durante o período de namoro, como droga, álcool ou jogo.

    Aquele motivo que pode oferecer maior consenso será o primeiro e também quando se descobre a tendência homossexual do conjuge (que, segundo sei, é motivo aceite pela Igreja para anulação do casamento).

    No que se refere às outras duas, bem vistas as coisas, qualquer um destes motivos é tão discutível como quaisquer outros.

    Embora o amor seja cego, há coisas que saltam à vista de qualquer distraído, e é um bocado esquisito, haver alguém, mesmo na fase de namoro, que não se aperceba nunca de vícios, sobretudo como o do álcool e da droga que, pela sua natureza perturbadora, dificilmente conseguem ficar ocultos. Com mais faciliade se ocultam outros vícios que não são tidos em conta, como a luxúria ou o roubo.

    Quanto a "defeitos físicos ou perturbações psíquicas", não sei o que significa o "cabal cumprimento dos compromissos matrimoniais". É sobre o acto sexual? Mas nem só de sexo vive o casamento. E o outro, não viu essas deficiências antes de casar?
    E se essas circunstâncias apareceram depois do casamento, não me parece nada uma atitude cristâ, abandonar alguém quando mais precisa de auxílio. Além de que, o casamento, segundo dizem na Cerimónia, é para o bem e para o mal.

    Pela mesma ordem de ideias, então, quando se verifica que os casais já não têm ou não querem ter nada a ver um com o outro e que vivem separados na mesma casa; quando existe ambiente de maus-tratos que põe a vida do conjuge em risco e sobretudo a dos filhos; quando há casos de pedofilia, de violação e incesto por parte dos pais para com os filhos, a Igreja devia também anular o casamento - porque gente dessa devia ser banida do lar.

    Por outro lado, entendo que quando o divórcio acontece exclusivamente por vontade de uma das partes, o outro não devia ficar em "pecado", desde que não assumisse outra relação - e casos destes são frequentes.

    However, Cristo diz nos Evangelhos (Sr. Padre, emende-me se eu estiver errada) que, a não ser por prostituição, quem abandonar o seu conjuge comete adultério; e quem se ligar a eles, comete igualmente adultério.

    Mas o mundo está de tal forma virado do avesso e as relações entre as pessoas estão tão péssimas, que eu acho, não, tenho a certeza de que se Jesus cá voltasse agora, daria a todos "carta de desquite" (tal como fez Moisés) pela dureza dos nossos corações.

    ResponderEliminar
  2. Há uma coisa que me faz confusão: Será que todos têm a mesma oportunidade de recorrer à anulação do casamento, independentemente da classe social? A ideia que tenho é de que as classes com mais poder económico e social é que conseguem ver declarada a anulação do casamento: veja-se o caso do Tallon, que anulou dois casamentos e que casou 3ª vez pela Igreja... Quem, do "povo", conseguiria tal proeza, para não viver "em pecado" com a 3ª esposa?
    mrc

    ResponderEliminar
  3. Tallon anulou dois casamentos? muita coincidência não acham? o sujeito casar errado uma vez, tudo bem, vá lá, mas da-lhe nova nulidade, esse cara tem muito dinheiro, só pode, eu moro no Brasil, é uma vergonha, pra mim isso é Venda de Indulgências. Poderiam resolver o problema de nulidades matrimoniais, simplesmente através da confissão, que é um sacramento do perdão, um sacramento onde a mentira seria o suficiente para perante Deus uma nulidade ser também nula. Caberia a um padre ou conjunto de padres para avaliar a confissão do casal ou da parte, e pronto, dar-lhe ou não a nulidade matrimonial. Mas não interessa a ninguém, querem dinheiro, e usarão disso para nos atormentar. Deus é pai, não é padrasto.

    ResponderEliminar
  4. meu marido e divorciado mas ainda e casado na igreja e estamos tentando nulidade desse camamento pois gostaria muito de ter filhos mas quero me casar na igreja e estou aguardando e nao tenho nenhuma resposta a padre de minha igreja e bem velhinhu e disse que nao sabe como fazer anulaçao houve adulterio das duas partes e vicio das duas parteseles nao tiveram filhos pois ela se recusou ai com o desgaste e sem amor foi feito o divorcio e como ele ja casou eu tbm quero me casar na igreja e espero que essa burocracia acabe o mais rapido possivel pq pelo que eu vejo se pagar os 5 salarios minimos td se resolve?

    ResponderEliminar
  5. Minha anulação durou 80 dias. Inicial: 01/04/09
    Citação: 02/04/09 - Sentença:19/06/09. Alegação:
    Defeitos físicos e perturbações psíquicas. Esta seria uma atitude cristã quando a pessoa mais precisaria de auxílo? Antes de casar, ou durante 20 anos de casamento não deu para "perceber" tais deficiências? Minhas testemunhas, que me conhecem há mais de 30 anos foram aviltadas no juizo de seus depoimentos. Já as do demandante(meu ex) que nem sequer mal me conheciam, foram enaltecidas.
    Nunca vi tamanha grosseria no trato de meu processo pela "equipe" do mais alto grau da Igreja, tanto comigo como com minhas testemunhas.
    Quando fui chamada a ler a sentença havia distorções de toda sorte quanto ao meu depoimento e a advogada presente me deu um papel para que anotasse o que não concordava, pois não havia deposto aquilo ali escrito. Então perguntei se o que não concorcondar-se seria colocado no processo. Ela então me respondeu: "Claro que não! A sentença já foi dada". Foi a mesma advogada que "orientou" o demandante em sua inicial. Ela me perguntou porque não falei isso ao juiz que leu meu depoimento para mim, acontece que ele não o leu para mim, só me mandou assinar. Não há cópia de tal depoimento por ser este "sigiloso". Fiz a mesma pergunta para minhas 5 testemunhas e narrei o depoimento delas, claro havendo distorções em todas elas e também não foi lido para nenhuma delas. É esse o espírito cristão? De fato deve haver "algo" de insólito nesta anulação. Meu divórcio deu entrada no Forum Central no dia 19/11/02 e no dia 21/11/02 (2 dias após) já estávamos na audiência assinando os papéis. Meu ex marido saiu de casa em 16/08/02, havia 3 meses, e fui ameaçada no corredor do Forum a mentir que haviam decorridos 2 anos. Haveria alguma "conexão" de tráfico de influência" ?

    ResponderEliminar
  6. BOM DIA!EU GOSTARIA DE SABER O PORQUE DE TANTA COMPLICAÇÃO PARA ANULAR UM CASAMENTO! TUDO BEM QUE O QUE DEUS UNIU O HOMEM Ñ SEPARA ,MAS EU TBM ACREDITO QUE DEUS Ñ UNI DUAS PESSOAS PARA VIVEREM INFELIZES,EU VIVO COM MEU MARIDO A OITO ANOS ELE JA FOI CASADO NA IGREJA FICOU MENOS DE UM ANO CASADO E ERA INFELIZ,Ñ ERA UMA PESSOA DA IGREJA ELE TRAIU A ESPISA DELE ELA TRAIU ELE,Ñ SOU O MOTIVO DA TRAIÇÃO DELES EU CONHECI ELE DEPOIS DE DEZ ANO QUE ELE ESTA VA SEPARADO,EU SOU UMA PESSOA DA IGREJA GRAÇA A DEUS HOJE CONSEGUI TRAZER ELE PRA DENTRO DA IGREJA ELE HJ CONHECE A PALAVRA, SOMOS CAMPISTAS E VIVEMOS UMA VIDA RELIGIOSA, SO QUE Ñ PODEMOS NOS CASAR NA IGREJA E ISSO É RUIM,POIS NOS FOMOS LIBERADOS PARA COMUNGAR O CORPO DE CRISTO MAS PARECE QUE AS PESSOAS NOS APONTAM NAS MISSAS E EU ACREDITO SERIAMENTE QUE FOI DEUS QUEM NOS UNIU TEMOS UMA FILHA QUE É UM VERDADEIRO MILGRE DE DEUS E MARIA,EU ACREDITO QUE MEU MARIUDO CASOU-SE SEM SABER O VERDADEIRO SIGNIFICADO DO MATRIMONIO E HJ ELE CONHECE E NOS Ñ PODEMOS NOS CASAR E EU GOSTARIA MUITO DE UM DIA CASAR NA IGREJA SÓ FALTA ISSO PRA GENTE PODER TER UMA VIDA INTEIRAMENTE RELIGIOSA.

    ResponderEliminar
  7. minha esposa me traiu durante 8 meses!!!!!! minha mãe pegou os dois na minha casa de madruga, quando eu ia saindo pra trabalhar, tem como anular?

    ResponderEliminar
  8. Maria de Lourdes Souza Lopes14 abril, 2010

    O processo de nulidade matrimonial é coisa séria.

    ResponderEliminar
  9. No caso de traiçao o casamento poode ser anulado ?

    ResponderEliminar
  10. Ola boa tarde.
    Gostaria de saver como posso fazer para anular o meu casamento pela igreja. Casei com 19 anos foi casada 6 anos ao fim de algum temo descobri que erra viciado nos jogos ate os vendia depois veio os prosicos em tribunal por vender os jogos e passava o tempo todo a jogar e a gravarlos.
    Agora sou novamente casada pelo civil e ja temos um filho lindo e tamos a espera de outro somos muito felizes. Algum saver como posso fazer para me poder casar com o meu merido pela igreja novamente?

    cumprimentos

    ResponderEliminar
  11. Boa noite! li alguns depoimentos e percebi que existe muitas pessoas ainda ignorantes quanto a nulidade do casamento.
    Fácil, entra no google. peça downloand codigo canonico e vá para a pagina onde diz nulidades de casamento leia todos, se tiver duvida peça a um bom sacerdote.
    Existe nulidades que não são nulas, o Papa Bento XVI chegou a conferir tais atos e esta tentando os abolir da Santa igreja.
    A fumaça de satanás entrou nos alicerces da Santa Igreja, mas por fim o Imaculado Coração de Maria triunfará sob o mal.

    ResponderEliminar
  12. casei e na mesma semana arrependi de ter casado...desde entao ja tentei me suicidar,de tao mal que sinto com esse com esse casamento..o que eu faço??ele nao aceita se separar de mim..sera que meu casameto eh nulo??

    ResponderEliminar
  13. Eu sou casada com um divorciado, nunca me casei na Igreja Catolica e nunca vou poder fazer isso pois meu marido ja fez um casamento aos 22 anos. Eu o amo desde os 12 e me casei com ele aos 51 anos. Para mim foi Deus que nos uniu, e o livre arbitrio do homem nos separou. Ja vivemos nossos desencontros gracas as insegurancas de meu marido jovem e, hj, com maior consciencia de tudo estamos juntos e felizes. Sinto que nossas almas se amam e sempre tive por ele um amor sublime (me afastei para nao cobicar o homem da proxima). Nos encontramos por acaso...Deus abencoou, a politica da Igreja nao! Sera que tenho que mudar de Igreja para me casar numa? Fui criada CATOLICA!

    ResponderEliminar
  14. Eu sou casada com meu esposo há 5 anos, ele nunca frequentou a igreja antes de nos casarmos até a primeira comunhão fez quando namorávamos ele foi liberado de comungar, me sinto muito mal com esta situação frequento a igreja com meu esposo ,mas qdo toca neste assunto fico muito triste e penso até em trocar de igreja ir par uma que nos aceite, pois acho que o casamento deva ser indissolúvel mas tem pessoas que nem conhecem Jesus se casam só para cumprir o papel o tradicional e nem sabe da importância que é Jesus hoje meu esposo o conhece e eu também outras religioes nos recebem e nos aceitam sempre fui criada na igreja católica não quero sair mas Deus é um só está em todos os lugares não aguento mais passar este constrangimento , poi de Jesus não desisto nunca.

    ResponderEliminar
  15. BOA NOITE CONHEÇO UMA PESSOA DESDE CRIANÇA,ELE SE CASOU NA IGREJA CATÓLICA´,EU NUNCA AGORA DESCOBRIMOS QUE NOS AMAMOS,ELE ESTÁ DIVORCIADO EU SOLTEIRA ,EU SOU DA RENOVAÇAÕ CARISMATICA ELE PROTESTANTE ,ELE QUER SE CASAR A RELIGIAÕ DELE ACEITA A MINHA NAO AMO A IGREJA CATOLICA ELE SABE DISSO ELE SE VAI PEDIR ANULAÇAÕ DO CASAMENTO DELE EU TENHO CERTEZA QUE SERA CONCEDIDA EU O AMO DEMAIS,ELE TAMBÉM ME AMA O AMOR E´DOM DE DEUS

    ResponderEliminar
  16. Boa dia

    Me casei muita nova, fiquei noiva uns 3 anos. Mas só conheci realmente a pessoa depois do casamento, pois parecia ser outro totalmente. Ele era muito violento e me batia somente no meu ponto fraco, que era na cabeça. Pois ele sabia que eu não podia tomar pancadas nem socos. Depois de certo tempo me separei, pois ia acabar um matando o outro. Então o próprio padre que me casou disse que eu poderia pedir a nulidade do meu casamento, já que ele depois de casado se transformou em outra pessoa totalmente desconhecida. Eu quero muito, só que não tenho condições financeiras. Pois parece que são 5 salários mínimos.Como proceder nesses casos?

    ResponderEliminar
  17. boa tarde! essa resposta e muito importante para mim!!!
    pois casei em dembro/2005 e nos eramos muito felizes so que ele trabalhava em outro estado, quando fez menos de uma ano do nosso casamento que eu julgava nao so eu com as pessoas que nos conhecia uma matrimonio feliz, para minha infelicidade descobri que ele estava me traindo que segundo ele tinha conhceido essa garota e out/206 ai de repente ele entra com o pedido de divorcio e para minha supresa no processo estava escrito muitas mentiras figuei muito angustiada, e aceitei tudo aquilo que ele tinha apresentado no processo eu queria mesmo era me ver livre daquilo tudo que estava acontecendo comigo, pedir muito a Deus que me desse forças e ele me deu a unica coisa que eu falei ao meu marido que eu nao queria nada de bens materiais e sim a anulaçao do nosso casamento que eu queria viver em paz comigo mesma. e a resposta que ele me deu foi que casamento so existi um que o nosso era para sempre.ai ainda procurei saber como fazer tenhos varios motivos que cleio da direito a nulidade, so que nao estava com recursos para dar entrada no processo se assim que chama que eu nao sei, mas tudo bem...para minha supresa figuei sabendo que ele se casou na igreja e que foi o casamento muito grandioso, nao sei se giguei feliz ou triste só sei que gostaria que se alguem poder me ajudar com eu devo fazer para conseguir minha inulidade se com o fato dele ter se casado na igreja e um bom inicio,o que me deixa pensativa e como ele conseguiu casar-se na igreja?? minha pergunta e se nao foi na igreja cartolica pode ter sido na protestante e se a igreja aceita. o que fazer nessa situação. por favor me ajudem pois eu preciso muito. Aguardo resposta.Deus Proteja Todos.

    ResponderEliminar
  18. BOA TARDE,

    OI GOSTARIA DE SABER COMO FAZER,EM RELAÇÃO AO PEDIDO DE NULIDADE DO CASAMENTO, POIS CASEI E MENOS DE UM ANO PARA MINHA INFELICIDADE DESCOBRIR QUE ESTAVA SENDO TRAIDA E MEU EX CONFESSOR TUDO O QUE ESTAVA ACONTECENDO, NOS DIVOCIAMOS E A UNICA COISA QUE EU SONHO E NA NULIDADE DO MEU CASAMENTO,POIS NÃO SOU UMA PESSOA PELIZ POR COMPLETO ME SINTO NO PECADO, NÃO CONSIGO LEVAR MINHA VIDA AMOROSA ADIANTE E PEÇO MUITO AO NOSSO DEUS QUE ELE ME MOSTRE UMA PESSOA NA VIDA,NA EPOCA NÃO TENTEI POIS O MEU EX FALOU QUE CASAMENTO ERA PARA SEMPRE QUE EU JAMAIS IRIA CONSEGUIR E SE DEPENDESSE DELE ELE NAO IA AJUDAR E FOI A UNICA COISA QUE EU PEDIR A ELE QUE ELE IRIA ENTAR COM OS CUSTOS FINANCEIRO. E NADA FEITO POIS NAO TINHA CONDIÇOES E AGORA RECENTIMENTE FIGUEI SABENDO QUE ELE HAVIA SE CASADO NOVAMENTE NA IGREJA SO NAO SEI SE FOI EM IGREJA CARTOLICA OU PROTESTANTE,NO CASO DE EU DAR ENTRADA NA NULIDADE ISSO SERVERIA COMO A PRINCIPAL PROVA SENDO QUE EU TENHOS OUTROS MOTIVOS QUE CREIO DAR DIREITO A NULIDDAE O QUE FAZER NESSE CASO? POR FAVOR ME AJUDEM.DEUS ABENÇÕE A TODOS!

    ResponderEliminar
  19. Boa Noite,

    Namorei por quase 10 anos, com vários términos, me casei em nov/2009 com 28 anos, e no primeiro mês já desconfiei de algumas atitudes estranhas do meu esposo ( homossexual) não tenho provas, mas tenho pistas e muitos indicios, já estou divorciada, posso anular neste caso?

    Obrigada

    ResponderEliminar
  20. Meu nome é Helton Luiz Ribeiro. Sou casado a praticamente 14 anos e tenho dois maravilhosos filhos e plena vocação para o casamento. Minha esposa e eu somos católicos praticantes e tenho fé em Deus que continuaremos firmes no casamento até o fim de nossas vidas. Sou do tipo de pessoa difícil de aceitar que uma pessoa separada se junte a outra pessoa e dizer que Deus quer a felicidade de todos os seus filhos. Concordo que Deus quer a felicidade de todos, mas se unir a outro porque o primeiro casamento não deu certo não é isso que vai trazer a felicidade. Dizem que se conselho fosse bom não se dava e sim vendia, porém aconselho a cada um, dos que aqui escreveram pedindo ajuda sobre seus casos e também que possam ler procurando ajuda é que: Procurem um padre de confiança e vá com o espírito aberto para escutar o que ele vos disser e não o que queiram ouvir; Procurem um advogado católico e praticante porque ele saberá a melhor forma de resolver o problema e quais os passos a serem dados (depois da conversa com o padre). Sobre a questão de valores, infelizmente para tudo existe um custo, menos para as bênçãos de Deus e na questão da nulidade que quer dizer, tornar-se nulo, ou não existiu, não aconteceu, é porque não houve as bênçãos de Deus e a igreja tem caixa para realizar a nulidade sem custos, porém tudo depende de uma conversa bem acertada com um padre que é verdadeiramente padre, tem vocação, dedica-se a fé cristã. Quem sabe um defensor público pode fazer o processo. Eles pela lei dos defensores públicos e juramentos de advogados devem defender as pessoas sem vistas financeiras e sim por ajudar os seres humanos. A vocês que lêem, procurem pensar com a razão e não somente com o coração. Estejam abertos as palavras daqueles que lhe querem bem e não somente o que vocês desejam de bem para vocês mesmos. O padre ou pessoas que são totalmente ligadas à igreja, são as melhores para conversarem sobre estes assuntos. Entrei neste site porque tenho um problema de separação da minha irmã, que ficou casada quase dois anos, e penso de que forma posso ajudá-la, já que como disse, tenho difícil aceitação por estes casos principalmente porque ela já está namorando. Desejo a todos muitas felicidades com a graça de Deus e que a Luz do Espírito Santo os iluminem. Por último, sou crente que as decisões da igreja quanto à nulidade são verdadeiras, são fieis aos desígnios de Deus só que devem ser feitas da forma correta.

    ResponderEliminar
  21. Fui casada , meu casamento durou menos de um ano.O meu marido então disse que gostava de uma ex namorada e armou tudo para deixa-la com ciumes e como ela já havia sido casada na igreja se casou sem pensar em mim.Minha mãe é ministra de eucaristia . O padre disse sobre nulidade , mas não tenho dinheiro para isso como proceder nestes casos?

    ResponderEliminar
  22. gostaria de saber se há custos para essa anulação e valores por favor alguem sabe responder e se tem uma maneira de não pagar pois não tenho condições e gostaria de anular pois me sinto mal perante a igreja, obrigada

    ResponderEliminar
  23. gostaria de saber como faço pra poder anular meu casamento ná igreja catolica fui casada a 9 anos e peguei meu eis marrido com minha prima foi muito dificil pra mim pois minha filha tava com 6 anos e meu filho com seis mes hoje tem um companheiro e vivo muito bem mais fico muito triste pois não posso comungar e quero estar certa com deus gostaria de me casr de novo e ter uma familia feliz com nosso senhor eu e emu esposo trabalhamos como voluntario nos resgates de almas com dependencia quimica pra mim e´muito gratificante por favor me de uma luz o que faço

    ResponderEliminar
  24. Nelio Parreira03 julho, 2011

    Fui casado na igreja com uma mulher e este casamento durou apenas 3 anos. A mais de 20 anos moro com outra mulher na qual tenho 2 filhos, um com 19 anos e outro com 26 anos, e amo muito esta minha esposa. Quero anular o primeiro casamento para que eu posso viver em paz com minha familia e tambem com minha consiencia. O que devo fazer, quais os caminhos que devo seguir para conseguir esta nulidade. Moro em Parauapebas - PA. Obrigado e aguardo retorno se possivel. Amen

    ResponderEliminar
  25. Susy Mara Gomes10 julho, 2011

    Olá!!!
    Fui casada na igreja há 11 anos atráz quando tinha somente 15 anos, porém esse casamento não durou mais de 03 meses. Casei me para que minha família não ficasse falada pois minha mãe usou as seguintes palavras para me obrigar a casar: "hoje a sociedade exige que uma mulher grávida tenha um marido" Eu tinha acabado de descobrir o tal acontecimento: estava grávida. Sentí-me na obrigação de ser casada mais ela nem me perguntou se era isso que eu queria, descobri que estava grávida com 5 meses e com 07 ja estava casada. porém só fiquei casada por três meses, durante o tempo que fomos casados ele "meu ex-marido" passava mais tempo viajando do que comigo, não trabalhava, descofiei que o mesmo estva fazendo o uso de drogas pois passava o dia inteiro na rua,"quando não estava viajando" cheguei a perguntar mais ele se negou a responder e quando perguntei novamente ele negou, quando minha filha nasceu ele estava numa dessas viagens no qual dizia que era a trabalho, só que ainda no hospital descobrí que essas viagens eram pra FAZER MACUMBA numa cidade de Minas Gerais. Quando minha filha estava pra completar 01 mês de nascida resolvi me separar e estou separada dele até hoje, no dia da entrevista com o padre prometi casar-me também no civil, mais só prometi e não cumpri, fiz a promessa sabendo que não iria cumpri-la e tinha consciência de que aquilo eu não faria de nenhuma forma.
    Estou num relacionameto com outro homém ha 08 anos, destes 08 anos 04 são de namoro e os outros 04 estamos morando junto. Tenho também outra filha com este outro homem, ele trata minha filha mais velha com muito amor e dedicação de pai, considera ela como filha dele também.
    Me sinto muito mal pois sei que estou vivendo no pecado pois não sou casada na igreja com meu atual e pra sempre companheiro, eu o amo e sei que me amas também, já fui crismada, cheguei a ser catequista mais me afastei porque sei que tenho que dar o exemplo e minha atual condição não me permite. Acho que este é o maior arrependimento da minha vida TER ME CASADO POR OBRIGAÇÃO COM ALGUÉM QUE NÃO AMAVA SOMENTE PRA DAR SATISFAÇÃO DA MINHA VIDA AS PESSOAS QUE NEM SE IMPORTAVAM COMIGO, E PARA QUE MINHA FAMÍLIA NÃO FICASSE FALADA, POIS NAQUELE MOMENTO EU NÃO ESTAVA PREOCUPADA COMIGO OU COM O QUE IAM FALAR DE MIM E SIM COM O QUE IRIAM PENSAR DA MINHA MÃE. Eu sei que quem estava gestante era eu e não minha mãe porém ela jogou na minha cara que iriam falar dela como falaram da vizinha que a filha também ficou grávida na adolescência, disseram que a garota só ficou grávida por a mãe dela ser separada e que não tinha um marido pra dar o exemplo e por isso aconteceu a gravidez da filha ainda nova e sem ser casada.
    Minha mãe ficou com medo do povo falar o mesmo dela pois também era separada e resolveu me casar, sem me consultar se era mesmo isso que eu queria pra minha vida. O fiz somente pra alimentar o ego das outras pessoas e nem pensei em mim e hoje sofro com essa agústia que me segue por todos os dias.
    Moro em Brasília-DF.
    OBRIGADA PELO ESPAÇO, NUNCA FALEI DESSE MEU PESADELO REAL PRA NINGUÉM.
    PELO AMOR DE DEUS, JESUS CRISTO E DA NOSSA SENHORA QUERIDA E AMADA MÃE MARIA ME RESPONDAM DIZENDO O QUE DEVO QUE FAZER. POIS MEU MAIOR DESEJO É DECLARAR NULO ESTE CASAMENTO QUE SÓ TEM ME FEITO SOFRER AO LONGO DESSES ANOS.
    NEM COMUNGAR EU POSSO MAIS POR ESTA CAUSA.
    QUERO VIVER DE ACORDO COM OS MANDAMENTOS DA LEI DE DEUS E SEGUIR MINHA VIDA SABENDO QUE NÃO ESTOU MAIS EM PECADO.
    NO AGUARDO.
    SUSY MARA.
    E-MAIL: susymara2004@yahoo.com.br

    ResponderEliminar
  26. Não deveria ser de graça o casamento e a nulidade. Vamos supor que um dos conjuges fique doente mentalmente, então é justo a separação (nulidade). Eu acho que não, nesse caso somase ainda mais a resposabilidade. Nâo parece mais direitos dos ricos do que dos pobres???

    ResponderEliminar
  27. Este fato de doença "distúrbios psíquicos" é bastante discutido, e devemos analisar os fatos; Uma vez que o cônjuge vê em seu(a) esposo(a)a necessidade de um cuidado especial e a permanência do mesmo para assim cumprir a aliança feita no sagrado matrimonio é valido que ele fique presente e se prontifique à cuidar de forma esponsal de quem o mesmo ama, porém quando este cuidado não é aceito e passa-se a agredir, humilhar e ameaçar; Já é uma condição de se pensar sim na nulidade, que é uma estratégia de até mesmo o individuo(a) se manter integro diante de Deus e não vir até mesmo a perder sua vida, devido a uma insanidade.
    É bom ressaltar que este comentário não tem vinculo nenhum com nenhuma filosofia de vida, e não é expressa no código de direito canônico da Igreja Católica, portanto é uma questão vivida por mim, e que vale a pena pensar!

    ResponderEliminar
  28. Eu gostaria de saber se no caso de pedir a nulação do casamento devidamente fundamentado, tendo em conta que já estão divorciados pelo cívil, se a outra parte tem conhecimento.

    ResponderEliminar
  29. O meu companheiro já foi casado na Igreja Católica, porém vivemos amaziados há 10anos, temos dois filhos, e gostaríamos de nos casar perante Deus, pois sou uma pessoa de muita fé, e está se tornando insuportável ir as missas e não participar da eucaristia, será possivel tornar-se nulo o casamento do meu companheiro, sendo que ele teve 3 filhos em seu casamento?

    ResponderEliminar