quinta-feira, janeiro 07, 2010

A esquerda uniu-se em mais um ataque à familia com todas as consequências sociais

O PS afirmou que vai equiparar a união entre pessoas do mesmo sexo ao casamento, mas impede-as de adoptar. Logo muda o paradigma do casamento que tem como pressuposto a união de duas pessoas com vista à constituição da família.
Vamos ter portanto um casamento em que a família deixou de ser a razão do casamento.
É realmente importante perceber que querem transformar o casamento numa simples união entre duas pessoas, sem mais consequências. É isto que não está a ser discutido e está a ser escamoteado.
É fácil bater na igreja quando se quer desviar o debate daquilo que está realmente subjacente. O ataque à família com todas as consequências sociais.

4 comentários:

  1. "um casamento em que a família deixou de ser a razão do casamento."

    Diáriamente perdemos valores morais... a uma velocidade vertiginosa por sinal.

    Porque será que a nossa sociedade é isto?

    As familias deixaram de rezar em comum.
    As familias já não socializam ás refeições.
    As familias já não saõ a base da mesma... é cada um por si.

    Juntam-se os trapos para ver se a coisa dá, depois talvez se case... fica mais barato, etc...
    Os filhos... são um impecilho para a carreira (é verdade que criar um filho, sai mesmo caro).
    Os idosos vão para o lar, porque é esse o seu lugar... não há tempo para eles (que um dia cuidaram de nós... curioso...)

    Estamos na era do click... sejam bem-vindos!
    Aqui tudo se apaga ou dá enter... quando a coisa dá para o torto, muda-se o nickname... faz-se shutdown... etc.

    Usa e deita fora é o que fazemos com as coisas, com as pessoas...

    Como chegámos até aqui? A resposta está mesmo ai...

    ResponderEliminar
  2. Estamos numa era de mudança de paradigma, é certo.
    Porque tudo está podre e a esboroar-se.

    Ora, neste contexto civilizacional, a podridão já não precisa de vir ao de cima, pois tudo está impregnado de porcaria, miséria e nojo.

    Eu bem tinha razão quando dizia que, a seguir ao aborto, viria o casamento homossexual, logo seguido da eutanásia. E nem é bom pensar, mas tenho um mau pressentimento que ainda virá a legalização do incesto. Esperemos para ver.

    O pior será ainda quando esses famigerados gays conseguirem a adopção de crianças: dentro de portas, às ocultas e na intimidade do lar, quantos pedófilos não se acham escondidos...

    ResponderEliminar
  3. O casamento tem como finalidade a felicidade e não a procriação. Por favor evoluam, saiam da idade média e deixem as pessoas em paz e livres dos vossos preconceitos retrógrados. Mas que sabe sobre casamento quem se nega ao acto?! Tenham juízo, não vêm que já ninguém se identifica com a vossa doutrina. Actualizem-se...

    ResponderEliminar
  4. Poderia explicar-me em que foram atacadas as famílias?

    Obrigada.

    ResponderEliminar