terça-feira, março 18, 2008

Não tenho pecados

Quantas e quantas vezes ouvimos esta frase: "eu não tenho pecados".
As pessoas perderam a noção de pecado. O pecado relativizou-se. Se para mim é pecado, para o meu vizinho o mesmo facto, a mesma coisa pode não ser. Depende da noção de cada um, das ideias, dos principios, dos valores, dos desejos. E pergunto eu: onde se encaixa a Palavra de Deus? E aquilo que dizemos na confissão é sincero: "pequei por pensamentos, palavras, actos e omissões".

Se as pessoas dizem que "não tem pecados", quando vão à Eucaristia deviam comungar. Porque não o fazem? É que a comunhão é a partilha de Deus connosco, é o alimento da vida cristã. Quem não tem pecados não devia deixar de comungar.

Talvez para alguns, não seja moderno comungar ou ir à missa.
Não está na moda.
Isso é de velhos, para os velhos e acabados, ou a acabar.
Infelizmente são muitos os que pensam assim...

2 comentários:

  1. Caro Padre Inquieto esta postagem desiludiu-me...habitualmente questiona, provoca e deixa os comentários aos seus visitantes. O seu 2ºparagrafo é triste "deviam comungar..." provavelmente dizem que não tem pecados e não comungam porque sabem perfeitamente que não estão em condições de comungar.
    Participei numa Eucaristia fora da minha Paroquia e fique de boca aberta, o Sacerdote antes da Comunhão disse mais ou menos isto:" Hoje em dia é uma fila que não tem fim para comungar, fila que não vejo nas confissões, atenção porque quem esta em pecado fica com pecado ainda maior, isto de comungar não é uma moda, acautelai-vos"

    ResponderEliminar
  2. Ou seja - os católicos são cada vez menos pecadores apesar dos pecados que lhes inventam .

    ResponderEliminar