quinta-feira, março 11, 2010

Schönborn considera o celibato como uma das causas da pederastia

Nestes casos, é "sempre toda a igreja que é acusada"
"Basta de escândalos! Como fazemos para sermos todos considerados suspeitos de infracções que não cometemos? Porque é sempre toda a igreja que é acusada"

O cardeal Christoph Schönborn, arcebispo de Viena, considera que o celibato dos sacerdotes, particularidade da Igreja católica latina, explica em parte os actos de pedofilia cometidos por religiosos, numa publicação da sua diocese esta terça- Feira.

Ao interrogar-se sobre as causas deste tipo de abusos, denunciados um átras do outro na Alemanha e na Austria recentemente, o cardenal disse que entre as causas figuram "também a educação dos sacerdotes tanto como as consequências da revolução sexual da geração de 1968, e o celibato como desenvolvimento pessoal".

Christoph Schönborn pediu uma "mudança de visão" sobre o celibato, assunto tabú para o Vaticano.

"Basta de escândalos! Como fazemos para sermos todos considerados suspeitos de infracções que não cometemos? Porque é sempre toda a igreja que é acusada", acrescenta o prelado.
(RD/Agencias)

6 comentários:

  1. Na minha opinião penso que não podemos associar o celibato com os abusos de pedofilia cometidos por sacerdotes, pois tais actos constituem acima de tudo um desvio e uma aberração e também são praticados por pessoas não celibatárias.
    Contudo, e sem negar o peso da tradição eclesiástica que deliberou o carácter obrigatório do celibato, creio que o "sensus fidei" do Povo de Deus caminha mais para a aceitação do carácter opcional do mesmo.
    Sem deixar de exercer a sua paternidade espiritual, um padre casado ou que viesse a casar em nada prejudicaria o bom exercício do seu ministério. Sou a favor, portanto, de que a Igreja reveja, quanto antes, a questão do celibato e o decrete opcional, pois só assim ele será aceite e vivido como dom !

    ResponderEliminar
  2. Sua Eminência o Cardeal Schöborn é celibatário?
    Então ele é pederasta?

    Ou ele NÃO É celibatário?

    http://fratresinunum.com/2010/03/11/schonborn-considera-o-celibato-como-uma-das-causas-da-pedofilia/

    Pedro Pelogia.
    Brasil.

    ResponderEliminar
  3. Pe. José Luis Rodrigues12 março, 2010

    É muito interessante que o assunto Celibato do clero esteja a ser colocado na base dos escândalos sobre pedofilia. E cada vez mais se discute a necessidade de ser abolida esta regra desumana e anacrónica, para passar a ser uma opção livre e responsável no seio da Igreja e como se tornará a Igreja uma comunidade mais humana e fraterna quando no seu seio conviverem sacerdotes casados e solteiros. Porém, todos acolhendo o Celibato como um dom que edifica toda a Igreja. Muito bem, estou seguro que o Espírito Santo guiará a Igreja para o lugar certo.

    ResponderEliminar
  4. José, sacerdote, Brasil12 março, 2010

    O cardeal tem toda a razão do mundo.
    A formação para o celibato obrigatório é uma das causas de muitos desvios sexuais no sacerdócio. Por muitas razões teológicas com as quais se queira justificar o celibato "obrigatório" sempre será algo contra corrente, e como disse Jesus, só aqueles a quem lhes foi dado, poderão levá-lo com alegria. E se é um carisma, é dado, nãoo imposto.
    Não é mais "normal" que seja opcional, como acontece na Igreja Católica Oriental?
    Celibato opcional, já.

    ResponderEliminar
  5. caros sacerdotes:

    sendo jovem, penso ser importante tb saber o que nós, jovens, pensamos sobre este assunto.

    ser clibatário não é o mesmo que ser pedófilo.
    no entanto, o celibato não é uma questão de vida ou de morte mas, sim, uma questão segundára. o celibato deve ser valorizado para quem consegue valorizar. se algum dos padres aqui presente é celibatário e se consegue ser, então que seja santo e leve outras pessoas á santidade.
    na igreja ortodoxa os padres casados são muito bem vistos pela sociedade como também os padres celibatários. um padre casado tem uma responsabilidade mt mais acrescida: ser bom padre, bom pai e bom marido. não será por isso que será menos ou mais santo.
    tudo irá depender de cada pessoa, como vive e como é o seu corpo.

    sou capaz de viver no celiebado, esperando seguir vida consagrada (instituto secula). mas é sabido que nem todas as raparigas como eu conseguem. não será por isso que elas serão menos santas do que.

    a santidade está aberta a todos! :-)

    bj amigo e mt santidade.

    ResponderEliminar
  6. ACHO QUE CADA UM TEM SUA PREFERÊNCIA E TODOS DEVEM SER RESPEITADOS...MAS, PORQUE VIVER NO CELIBATO? SERÁ QUE DEUS APROVA MESMO ESSE ATO?
    AS OUTRAS DENOMINAÇÕES NÃO ADEREM AO CELIBATO E NEM POR ISSO DEIXAM DE SER DE DEUS...EU NÃO CONSIGO ENTENDER PORQUE ALGUNS PREFEREM VIVER ASSIM...
    COMO FUNCIONA? E ÁQUELES QUE NÃO SÃO MAIS VIRGENS E PASSAM Á VIVER NO CELIBATO...ELES SOFREM?
    A QUESTÃO É...O SEXO SÓ É PECAMINOSO SE PRATICADO ANTES OU FORA DO CASAMENTO, ENTÃO PORQUE NÃO CASAR E VIVER UMA VIDA EM UM LEITO SEM MÁCULA E PRAZEROSO?

    ResponderEliminar