quinta-feira, fevereiro 19, 2009

MAIS DE METADE DOS SACERDOTES POLACOS QUEREM QUE O CELIBATO SEJA OPCIONAL

Mais de metade dos sacerdotes polacos preferiría estar casados, enquanto que quase um terço reconhecem que infringiram o voto do celibato, de acordo com a sondagem publicada hoje pelo diário "Dziennik".
Para o sociólogo e professor Józef BANIAK, autor do estudo, os resultados realçam que existe um problema grave para a Igreja Católica, muitos padres estão dispostos a deixar o sacerdócio por amor e a iniciarem uma família.

Depois de mais de 800 conversas com diferentes sacerdotes, BANIAK concluiu que quase 54 por cento dos religiosos polcaos preferiam viver com uma companheira. A sondagem deste sociólogo revela, para além disso, que mais de um terço manteve relações sexuais com uma mulher e 12 cento estariam dispostos a ter uma relação estável.

O professor BANIAK diz que muitos religiosos sonham em ter uma família e advogam em privado, que seria perfeitamente compativel com o seu ministério.

Fonte: aqui

4 comentários:

  1. E por que não é feito um inquérito semelhante aos padres portugueses? De quem têm medo os bispos e arcebispos?

    ResponderEliminar
  2. é de lamentar que fique tudo apenas no papel e na especulação mediática...

    ResponderEliminar
  3. Se os Bispos e arcebispos têm medo desse inquérito, não sei. Eu como cristã não tenho.

    ResponderEliminar
  4. Fui ler a noticia à sua origem e ocorre-me perguntar:
    Onde está a credibilidade de tal "sondagem" e de quem a fez?

    Não digo que não a tenha mas a noticia original de onde este post foi retirado, é apenas um texto no qual não se vê nenhuma credibilidade.

    Abraço amigo em Cristo

    ResponderEliminar