quarta-feira, março 04, 2009

O cardeal de Los Angeles nega que as Missas tridentinas possam "infundir o Espírito de Cristo"

O cardeal de Los Ángeles (EE.UU.), monsenhor Roger Mahoney (na foto) declarou que a Missa tridentina não "infunde o Espírito de Cristo entre nós", porque "não existe a participação do povo" - diário britanico The Daily Telegraph.
Desta forma, o Bispo Roger Mahoney, tal como aconteceu há alguns dias atrás, com os Bispos da Conferência Episcopal austriaca e alguns da alemã, manifestaram claramente a sua oposição às decisões do Papa Bento XVI, àcerca do levantamento da excomunhão dos 4 bispos Lefrevianos...
Qual a tua opinião àcerca do assunto?
Os Cardeais e os Bispos que manifestaram a sua opinião publicamente àcerca do assunto "desobedeceram" ao Papa? Deviam manifestar a sua opinião ou não?

3 comentários:

  1. tridenteinas com sabor a morango sem açúcar!
    se foram light terão "boa saída".

    ResponderEliminar
  2. A 'Liberdade dos Filhos de Deus' de que todos estamos investidos pelo Baptismo permite-nos pensar e exprimir livremente o nosso pensamento no seio da Igreja.

    O Papa, é um Baptizado como nós. Tem uma Missão particular. Conduzir-nos na Fé. Guardar a Fé. Defender a Fé. (Fé é aqui sinónimo de Evangelho - a Boa Nova de Jesus Cristo). Por isso ele é Bispo. Esta é a Missão de todos os Bispos. Ele é um Bispo entre todos os Bispos do Mundo inteiro (mesmo que os que são já Eméritos).

    O Papa é eleito para ser o sinal da Unidade na Igreja. É Bispo de Roma e enquanto tal é o Primeiro entre Iguais. Esta Igualdade sacramental (do Baptismo e do Sacramento da Ordem no Terceiro Grau - Episcopado) identifica-o com cada Baptizado e com cada Bispo no Mundo inteiro.

    As suas decisões enquanto Sumo Pontífice da nossa Fé são as decisões de um Pastor que procura o melhor para o seu Rebanho. E nem sempre as 'Ovelhas' acham isso o melhor. E podem discordar, respeitando.

    Os outros Bispos podem discordar. E exprirmir a sua discordância. Desde logo escrevendo ou falando directamente com o Papa. Mas não podem querer ou fazer por 'anular' qualquer decisão do Papa.

    Por outro lado nenhuma decisão do Papa é irrevogável, a não ser quando ele se pronuncia 'Ex Catedra' - ou seja - a partir da Cátedra de Pedro, revestido da infalibilidade que lhe é dada pela assistência do Divino Espírito Santo - Deus. Só muito raramente os Papas têm usado este privilégio, especialmente após o Concilio Vaticano II.

    Quer isto dizer que a decisão de Bento XVI em levantar a Ex-Comunhão pode a qualquer momento ser revogada se para isso houver razões que o justifiquem.

    Decerto a opinião fundada e justificada dos Irmãos no Episcopado e de todos os Baptizados estará presente na reflexão que o Papa faz sobre esta matéria.

    ResponderEliminar
  3. até compreendo este cardeal. p/ quem não celebra esta missa, é normal que diga esta afirmação.

    ResponderEliminar