segunda-feira, setembro 22, 2008

O recurso aos leigos não é solução para a falta de padres

“As vocações religiosas e sacerdotais merecem, mais do que nunca, ser encorajadas”.
“Os padres nunca podem delegar as suas funções aos fiéis, no que diz respeito às suas missões próprias”.

“Nunca se dirá o suficiente que o sacerdócio é indispensável para a Igreja, no interesse do próprio laicado”.
Bento XVI em França
Qual a solução?

7 comentários:

  1. Por falar em falta de padres, estou a pensar na notícia passada ontem na SIC acerca de um padre que serve uma das zonas mais carênciadas do interior do nordeste transmontano.
    O senhor Padre passeia-se com ar burguês num Jeep ultimo modelo da BMW.
    É uma boa imagem da Igreja que se quer humilde e passa o tempo a lamentar das dificuldades económicas com que se debatem os seus ministros.

    ResponderEliminar
  2. Viver Cristo... Nomeadamente nos seminários...



    beijos em Cristo e Maria

    ResponderEliminar
  3. Os padres têm de facto algumas funções que a meu ver não podem ser delegadas, mas estou inteiramente de acordo, que os leigos sejam cada vez mais chamados a intervir na igreja.

    ResponderEliminar
  4. "O senhor Padre passeia-se com ar burguês num Jeep ultimo modelo da BMW."

    Meu Deus! Sabe porventura o comentarista as caminhos que o referido sacerdote tem de percorrer? Na zona transmontana, especialmente no Inverno, se não for de Jeep, não consegue ir a muitas aldeias.
    Nunca ouviu o comentarista que "quem se veste de ruim pano, veste-se duas vezes no ano"?
    Um sacerdote que trabalha loucamente não tem ao menos direito a um transporte confortável?
    Já no tempo de Jesus, houve quem criticasse o perfume que aquela mulher derramou nos pés de Jesus porque achava que, com o dinheiro do dito perfume, se poderia socorrer os pobres...

    Enfim, o mal não estará no coração que temos e com o qual queremos ver o mundo?

    ResponderEliminar
  5. Claro que os leigos podem colaborar de forma a que os padres possam ocupar-se das suas funções especicicas mas existe muito 'medo' ...Delegar não é fácil principalmente quando não se está seguro da matéria e de facto os padres não têm uma especialidade em gestão ....è preciso mais abertura e o sistema é pesado!

    ResponderEliminar
  6. Caro nónimo:

    O senhor padre pode e deve andar como lhe aprouver.
    Mas a verdade é que Jesus entrou em Jerusalém de burro, não de puro sangue inglês.

    ResponderEliminar
  7. qual a diferença entre um leigo casado e fazer celebrações da palavra e um padre casado poder rezar missa enfim sempre pontos e virgulas e canones a funcionar

    ResponderEliminar