sábado, abril 24, 2010

Justiça condena o Google a indeminizar o padre acusado de pedofilia

A justiça brasileira confirmou em segunda instância uma decisão que condenou a companhia Google a indeminizar em R$ 15 mil um sacerdote acusado de pedofilia na rede social Orkut, informaram nesta sexta-feira fontes jurídicas.

A 12ª Câmara Civil do Tribunal de Justiça de Minas Gerais confirmou a decisão emitida em 16 de abril. Se a empresa quiser, pode apelar à justiça federal.

Na acção judicial por danos morais, o sacerdote católico identificado como "J.R." alegou que um usuário anônimo o chamou "pedófilo" e "ladrão" numa das comunidades virtuais da rede social administrada pelo Google.
Fonte aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário