terça-feira, junho 14, 2005

Ser ou não ser padre

Quero iniciar aqui um debate sobre a vida, as inquietações, os problenas e desafios que o mundo e a igreja coloca aos padres e aos que desejam ser.
Espero que a tua contribuição ajude a dar uma resposta a tantas inquietações.
Hoje ainda vale a pena ser padre?

10 comentários:

  1. "Tudo vale apen quando a alma não é pequena"
    Ainda para mais, ser ministro de Deus, que mais valia existe???
    Padres, encontrem-se na oração. Ela fortalecer-vos-á

    ResponderEliminar
  2. Acho que a resposta é claramente "não" ...

    ResponderEliminar
  3. Luz dourada18 junho, 2005

    Ser padre no formato actual, acho que está em vias de extinção; não só por falta de vocações como pelo facto de, quanto mais os leigos se integram e se tornam uma verdadeira comunidade, menos razão há da existência de padres, da maneira que o Vaticano exige. Coordenadores que poderiam chamar-se assim, mas com uma vida normal, fazendo parte de uma democracia espiritual dentro da Igreja, era capaz de ser desejável...
    Eu vejo-os a todos como pessoas normais e as exigências de terem que ser muito diferentes,é muito desumano...
    Apesar de polémico, entendo o Padre Mário de Oliveira, da coragem que teve em enfrentar e opor-se. Admiro muito o Leonard Boff e lembro-me da alegria com que ele falou na Reitoria da Faculdade de Letras, do facto de se ter casado e ser agora um homem muito mais feliz, com uma companheira maravilhosa que o ajuda no seu apostolado...
    Mas há um grande caminho a percorrer....
    Talvez, naturalmente, deixe de ser necessário, mesmo, haver padres...

    ResponderEliminar
  4. "dentro da Igreja"... Os nossos irmãos "protestantes" formaram até agora milhares de Igrejas diferentes... serão amis infelizes, irão para o inferno por isso? penso qeu não... será esse o caminho? Ou seja, hoje ainda vale a pena Roma?

    ResponderEliminar
  5. Luz dourada19 junho, 2005

    A organização hierárquica da Igreja tem alguma coisa a ver com céu e inferno??? Era só o que faltava! o céu e o inferno estão dentro de nós! Nós é que construimos os nossos céus e os nossos infernos...

    Ó Goldmundo, estou sempre a picar-te! Desculpa lá pázinho! Beijoka

    ResponderEliminar
  6. Pois fica sabendo que tem tudo a ver, Luz! "Não servirei!", não reconhecerei a hierarquia, e foi por essas palavras que tudo começou.

    És tão conservadora que dá gosto, Luzinha :) manténs as ideias que andam entre nós há tantos séculos ;)

    Beijinho, irmã.

    ResponderEliminar
  7. Luz dourada26 junho, 2005

    Eu conservadora????eheheheheh:) essa é óptima!

    ResponderEliminar
  8. Vale sempre a pena, quando a alma não é pequena (fernando pessoa).

    ResponderEliminar
  9. Pelo andar da vida...mais dia, menos dia ...padre, já era!!!
    Sem dúvida, quanto mais a humanidade crescer em sabedoria e espiritualização....o estatuto de padre, nos moldes que hoje existe, vai desaparecer. O próprio Vaticano vai desaparecer...pois aquele fausto não condiz com as necessidades que o povo mundial tem!!!
    Não se admite, que se continue a amontoar riqueza num banco que é dos mais fortes da Europa...em none de Jesus o CRISTO, que foi ELE o mais humilde entre os humildes...ELE que propagou a igualdade e a caridade...como é que pode ver a Sua Igreja?!!! sendo o monopólio de riqueza que é...enquanto tantos carenciados morrem em países de África e não só á mingua de alguns alimentos e medicamentos que lhes mate as primeiras necessidades. Estão sempre a reclamar que os governos é que devem fazer e acontecer(também têm obrigação) mas...e eles? que têm riquezas amealhadas e trancafiadas há séculos???
    Para isto...não vale a pena ser padre...numa Igreja que procede assim!

    ResponderEliminar
  10. That's a great story. Waiting for more. »

    ResponderEliminar