sábado, junho 25, 2005

ADOPTA UM SACERDOTE

"Poucas vezes na história da Igreja, os sacerdotes, homens que foram constituidos por Deus para ser "outro Cristo", levando a vida divina às almas, por intermédio da Eucaristia, da confissão e dos outros sacramentos, foram submetidos a tantas agressões e a tentações que procurar afastá-los da magnifica missão para a qual o Senhor os chamou.
O ataque que estão sofrendo por parte dos inimigos da Igreja, é sistemático, e certamente, eles não estão isentos das fraquezas humanas, por isso necessitam do auxilio do Espírito Santo para serem fieis no dia a dia.
Por essa razão, queremos convidar todos os que quiserem ajudar sacerdotes a unirse a campanha "Adopta a un sacerdote", ajudando-os assim, do modo mais elevado possível: encomendando-os na oração e oferecendo sacrificios para que Jesus Cristo lhes conceda fortaleza e do dom da perseverança na sua missão redentora.
Neste momento encontram-se 3406 Sacerdotes registrados e 11293 pessoas que rezam por eles".
Qual a tua opinião? Também queres unir-te a esta campanha?

14 comentários:

  1. "Adopta um sacerdote" não está disponível! :(
    Um amigo

    ResponderEliminar
  2. ... o link. Desculpa, Amigo, não sei se ficou clara a mensagem. Sim, farei isso o melhor que puder. Claro (tão pouco).

    ResponderEliminar
  3. Porquê essa campanha? Este post para mim parece-me um bocado esquisito. Não seria a estrutura que teria que pensar no que exige ao padre? Porventura os padres têm que deixar de ser humanos? Não será que educam mal os seus paroquianos, tentando demonstrar uma coisa que não são? Não seremos todos iguais, leigos e sacerdotes? Porque é que se há-de rezar mais por uns dos que por outros? Do mesmo modo pergunto porque é que se há-de exigir mais aos sacerdotes do que aquilo que lhes é possível dar?
    Desculpem mas acho que por aí há muitas deturpações, a meu ver, do sentido de como o espírito santo actua em cada um de nós. Este post cheira-me um bocado a pouco arejamento... mental e espiritual...
    Tomara que esteja enganado..
    Quem não se aceitar com os seus defeitos e as suas qualidades, não está bem porque não está na senda da evolução. Aceitar-se e procurar melhorar dentro dos seus defeitos, é humano mas também é divino.
    Procure olhar para dentro de si, senhor padre e veja lá onde é que está a aceitação pessoal daquilo que é e, se não gosta de si, procure melhorar em vez de ficar a curtir pecados que, se calhar nem tem e que fervilham na sua cabeça. Deus é amor, não é punição. Nós leigos, vemo-Lo assim e vocês padres, como é que O vêem?
    Maioridade exige-se para todos, seja qual for o seu papel na sociedade humana.

    ResponderEliminar
  4. António João26 junho, 2005

    Mas quem é que está a querer afastar-vos? O vosso papel não é o serviço aos outros?

    ResponderEliminar
  5. Luis, ainda bem, que leste e comentas-te o post. Mas se deste atenção, certamente percebeste que é uma citação. Apenas pedimos a opinião. E não exprimemos qual é a nossa. Não queremos influenciar, queremos apenas ouvir, escutar, debater...
    O que mais nos surpreendeu é o numero de sacerdotes e leigos que já aderiram...
    Respeitamos todas as opiniões, inclusive a daqueles que aderiram a esta campanha. Afinal Jesus também diz: "pedi e recebereis".
    Um abraço

    ResponderEliminar
  6. Fui ver do que se trata, dado o link estar ainda inoperacional. Parece-me uma excelente ideia.

    E agora, ai... nao percebi nada, ams mesmo nada, do que disse o Luis. "estruturas", "coisas que não são", "todos iguais", "exigir mais do que é possível dar", "senda da evolução"...

    Parece a caricatura de um católico progressista feita por um católico integrista. Espero que nao seja.

    Posso perguntar, Padre, porque é que "surpreendeu" o numero de aderentes? Por serem muitos ou por serem poucos?

    ResponderEliminar
  7. Hmmm..não me parece que me vá unir a qualquer coisa, seja ela qual for, que diga respeito à Igreja!
    Há muito que deixei de acreditar no que ela diz..a partir do momento em que me "desrespeita" a mim e aos filhos de Deus.

    "O mal da Igreja é querer viver num mundo à parte, num tempo histórico à parte. E, relativamente à evoução, essa nem sequer figura no vocabulário cristão."

    "Cristo, so houve um, Jesus e mais nenhum. Os padres, na sua maioria, são uma ofensa à pré-existência de Cristo, uma vergonha, uma mancha. Se queres que te diga, acredito que tanto ele como Deus estão muito descontentes com a Igreja."

    "A religião cristã é uma revolução pretensamente política, que por ter abortado, se tornou moral (Goethe)".

    Concordo com o que o Luís disse acerca dos sacerdotes. Eu acredito 100% que um padre não é mais que eu, nem tem mais ou menos fé que eu.

    ResponderEliminar
  8. vinci... reli o comentário e não entendo. As frases entre aspas são tuas ou de Goethe?

    (achei particularmente patusco o "tanto ele [Cristo] como Deus...")

    ResponderEliminar
  9. É óbvio que é de Goethe..está entre parentesis :).
    Cumprimentos,
    Vinci.

    ResponderEliminar
  10. Não me parece nada óbvio que seja, vinci, apesar da referência. Goethe nasceu em 1749. E nessa altura (e mesmo nos anos de 1830 quando morreu, nao sei a data precisa) duvido que mesmo um génio como ele dissesse "relativamente à evolução, essa nem sequer figura no vocabulário". A ideia de "evolução" só se expande em meados do séc. XIX. E não sei o que poderia ele querer dizer com "tempo histórico à parte". Finalmente, é raro dizer coisas tão patuscas como essa do deus e do cristo. Mas talvez seja uma tradução apressada.
    Cumprimentos, também.

    ResponderEliminar
  11. Bacano, goldmundo, é assim LOL..n sei k confusao tu estás a fazer.
    A unica frase k eu escrevi do Goethe foi: A religião cristã é uma revolução pretensamente política que por ter abortado se tornou moral.

    Logo..que divagações são essas? LOL...
    Cumprimentos,
    Vinci.

    ResponderEliminar
  12. O resto..das frases, são minhas.
    Tipo...é que é naquela LOL!
    Cumprimentos,
    Vinci.

    ResponderEliminar
  13. OK, vinci, compreendi!!! Mas se reparares, já puseste aspas nos dois parágrafos anteriores! Daí a minha hesitação. Desculpa :)

    (agora reparei que perguntei "as frases" e tu respondeste "é" em vez de "são"... já devia ter desconfiado) LOL

    ResponderEliminar