terça-feira, junho 14, 2005

O RISCO DE SER PÁROCO

Se prega dez minutos - nunca mais acaba!
Se fala de contemplação - está voando.
Se aborda temas sociais - mete-se na política.
Se trabalha - não tem nada que fazer.
Se se preocupa com a paróquia - não se compromete com o mundo.
Se aparece com o cabelo comprido - é revolucionário.
Se o usa curto - é antiquado.
Se casa e baptiza toda a gente - malbarata os Sacramentos.
Se é exigente - afasta os crentes.
Se está na igreja - abandona os paroquianos.
Se faz visitas - abandona a paróquia.
Se promove convívios - na paróquia não faz nada.
Se se mete em obras na igreja - malbarata dinheiro.
Se não as faz - tem tudo abandonado.
Se lança um conselho paroquial - deixa-se manejar.
Se não tem conselho paroquial - é um individualista.
Se é jovem - não tem experiência.
Se é idoso - deveria reformar-se.
Se ... mas, quando se afasta ou morre - era realmente insubstituível.

7 comentários:

  1. a vida e feita de "ses"... nao penso que seja so a vida dos padres. mas as pessoas so elogiam as outras quando ela morre ou vai.se embora para longe.

    penso que se devia elogiar todos os dias porque cada momento e especial. :)
    bjus******

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que a vida não devia ser feita de "ses" porque os próprios "ses" são uma condição..e não necessariamente uma realidade.

    ResponderEliminar
  3. Os ses, nunca deveriam fazer parte do nosso dicionário...só condiciona as pessoas!!!

    ResponderEliminar
  4. Keep up the good work »

    ResponderEliminar
  5. Ótimo texto. Palavras precisas. Não há como agradar a todos....

    A paz de Cristo a todos.

    Marcos Suzin
    http://grupo-aguaviva.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Tem razão Teresinha concordo com o que diz este ano a minha paróquia vai perder o paroco ao fim de 17 anos, todos falam e comentam,eu estou farta de chorar...

    ResponderEliminar