sexta-feira, setembro 09, 2011

O conservadorismo do clero jovem

"Há algum clero jovem com um rigorismo canónico que em vez de atrair as pessoas acaba por as afastar, por exemplo, quando no baptismo os padrinhos são impedidos de o ser por não serem crismados".
Pe. Vitor Melícias

6 comentários:

  1. Grande parte do clero jovem que conheço vai cultivando e espalhando os mais agudos ressaibos do pior conservadorismo (eclesial e social).
    Onde colocávamos a melhor esperança ressalta a maior desilusão. Deus nos ajude.

    ResponderEliminar
  2. Andressa Holland10 setembro, 2011

    Não é o "clero jovem" que tem esse rigor,
    mas a própria Igreja, e se faz necessário
    que os padrinhos tenham recebido todos os
    sacramentos para que eles possam dar prova
    de serem verdadeiros e fervorosos cristão.
    Devo lembrar que os padrinhos devem ser os
    guias espirituais da criança, e seu exemplo,
    se eles não tiverem recebido os sacramentos,
    qual a garantia de que a criança também
    receberá?
    O caminho da verdade não afasta ninguém,
    a não ser os que querem viver no erro e na
    mentira.
    Com o que você chama de "rigorismo canônico"
    não afastamos ninguém, do contrário, as
    aproximamos, de Deus, da Igreja e do que é certo.
    Deus já está nos ajudando, colocando em
    nossa Santa Igreja santos padres que querem
    viver a verdade e as verdadeiras leis,
    abraçando-as e defendendo-as a todo custo.
    Quando conservamos o bem não devemos ficar
    desapontados, decepcionados ou iludidos, do
    contrário, devemos nos alegrar, pois vivemos
    hoje em um mundo que pisa no que é bom e no
    que leva à Deus, e é de ficar alegre quando
    vemos alguém querendo resgatar o que é bom.
    A Igreja PRECISA ser rigorosa, para que não
    venha a abrigar o mal.
    Ao invés de somente criticar a Igreja,
    rezem por ela e por quem a constitui (o papa,
    os leigos, os religiosos e religiosas), para
    que sejam fiéis ao que Deus mandou e firmes
    na fé.
    A Igreja é e deve ser a guardiã dos mandamen-
    tos divinos, salvando , dessa forma, a fé,
    os que crêm e os valores, de tempos que não
    dão espaço para Deus eu o que Ele diz.

    ResponderEliminar
  3. Acho o título pertinente, mas parece-me descabido o exemplo dado.
    Então é conservadorismo seguir as orientações da Igreja? No caso referido, parece-me que é conservador aquele que as não segue. Há décadas é que não era preciso o Crisma para ser padrinho. Além disto, não é apenas uma questão de lei, é sobretudo uma questão de sentido. E tem todo o sentido a orientação da Igreja quanto aos padrinhos enquanto existirem padrinhos... Penso algumas vezes que poderia ser bom acabar com eles...
    O conservadorismo dos novos padres (alguns) não estará na falta de ousadia pastoral? No instalamento estrutural em que se fixam? No certo rigorismo litúrgico? Na falta de diálogo com o mundo, como quem procura e não como quem tem resposta pré-estabelecida para tudo? Na ausência de profetismo? No desinteresse pela doutrina social da Igreja e pela justiça social?

    ResponderEliminar
  4. Sr. padre Vítor Melícias olhe que também há outros padres que se aburguesaram em bons empregos, bons automóveis pagos pelas instituições, e boas reformas. Entre o rigorismo canónico e o aburguesamento venha o diabo e escolha o pior.

    ResponderEliminar
  5. Sem mais palavras, julgo que o Padre Victor Melicias perdeu uma óptima oportunidade de estar calado, com todo o respeito pelo sacerdote que ele é.

    ResponderEliminar
  6. Eu questiono-me se esta frase pertence ao Pe. Victor Melícias porque não faz grande sentido num homem que conhece a organização da Igreja. Só o bispo diocesano pode dispensar da obrigatoriedade dos padrinhos terem a iniciação cristã completa. Os padres estão em nome do bispo, tanto os jovens como os velhos.
    O que os padres podem e devem fazer é explicar com amabilidade as razões de se pedir aos padrinhos certas condições.
    Não é solução cada um fazer à sua maneira como se fosse proprietário e não servo da Igreja.

    ResponderEliminar